Etiqueta Japonesa: o que fazer e o que evitar a mesa

COMPARTILHAR
Etiqueta Japonesa: o que fazer e o que evitar a mesa

Um dos pontos vistos como mais relevantes dentro da etiqueta japonesa a mesa é o uso adequado do hashi (palitinhos). Usado de maneira apropriada, certamente você vai poder desfrutar de todas as maravilhas da culinária do país oriental de modo muito mais natural e elegante.

Isso porque no Japão é habitual que cada pessoa de uma família tenha o seu próprio hashi. No momento das refeições fora da residência são adotados os waribashi, ou seja, os palitinhos descartáveis.

De acordo com a etiqueta japonesa, não é aconselhável separar os palitinhos que, geralmente, tem uma das suas pontas ligadas, no sentido vertical, mas sim de lado.

Maneira correta de manusear o hashi

  • Segure o hashi inferior na curva do seu polegar;
  • Mantenha o hashi superior entre os dedos médio, indicador e polegar;
  • Mova o palitinho inicialmente para cima e, posteriormente, para baixo;
  • Deixe o hashi interior parado e mexa o superior no sentido do seu dedo indicador para que se encostem.

Praticas que devem ser evitadas conforme etiqueta japonesa à mesa

Ao adotar o hashi é preciso ter cuidado em alguns momentos. Porque algumas maneiras de utilização podem ser vistas como deselegantes ou que trazem “mau augouro”.

Sendo assim, confira algumas práticas que necessitam ser evitadas de acordo com a etiqueta japonesa a mesa:

1 – Sonae Bashi

Deixar o hashi verticalmente na tigela recheada de arroz.

2 – Watashi Bashi

Deixar o hashi horizontalmente em cima da tigela de arroz ou de qualquer outra tigela. Caso você queira deixar o hashi apoiado no decorrer da sua refeição, o ideal é adotar o hashioki (item usado justamente para receber os palitinhos nessa pausa).

Ou você ainda pode deixar apenas a pontinha do hashi na borda de algum prato pequeno.

3 – Sashi Bashi

Apanhar a comida usando o hashi como um tipo de espetinho. Para fazer isso, você deve segurar a comida de maneira firme entre os palitinhos.

4 – Hiroi Bashi

Por fim, a etiqueta japonesa à mesa também aconselha que você jamais passe a comida de um palitinho para o outro.

Quer saber mais sobre essa gastronomia milenar? Então, o curso do Kosu é o lugar ideal para você!

COMPARTILHAR