Conheça os benefícios de incentivar a culinária infantil

COMPARTILHAR
Conheça os benefícios de incentivar a culinária infantil

Muita gente imagina que a cozinha não é local para criança em hipótese alguma. Na verdade, a cozinha pode ser um ambiente divertido e educativo fazendo com que os pequenos coloquem a mão na massa e aprendendo muitos conceitos desde cedo. Com a supervisão de adultos, a introdução a culinária infantil pode ser muito vantajosa.

Isso porque a criançada pode descobrir novos gostos, texturas, combinações aromas e usar toda a criatividade na preparação de receitas coloridas e saudáveis. E, sem dúvida, a gastronomia milenar do Japão se encaixa em todos esses fatores e pode ser muito interessante até mesmo para ajudar no desenvolvimento de hábitos saudáveis

Vantagens de estimular a culinária infantil

Segundo uma pesquisa da empresa Nestlé, da Suíça, a garotada que cozinha come de maneira mais consciente. Ainda de acordo com esse estudo publicado na revista científica Appetite, os pequenos auxiliam os adultos a fazer as suas refeições consomem uma quantia consideravelmente superior de verduras do que aqueles que não se envolvem nessa atividade.

E não foi somente esse estudo que apresentou vantagens de fomentar a culinária infantil, desde que com a supervisão de pais ou responsáveis sempre, é claro. A gastronomia agregar muito para o desenvolvimento infantil, sobretudo, na construção de costumes alimentares saudáveis. Especialmente quando a taxa de obesidade infantil é alta em várias partes do planeta.

A Universidade de Alberta, no Canadá, constatou que os pequenos que cozinham ou ajudam os pais acabam por descobrir mais alimentos e entendem como as refeições são feitas. Sendo assim, eles compreendem a relevância da escolha dos itens e de não desperdiçar os alimentos.

Outro benefício oriundo da culinária infantil é a ligação da alimentação um período de diversão. Para as pessoas, essa percepção é muito relevante, já que a questão de se alimentar não se refere unicamente a satisfazer as necessidades do corpo, como também de socializar e de contentamento. Os especialistas classificam como “comensalidade”.

Portanto, incluir a criança na cozinha, sempre na companhia de adultos e com a intenção de aprender os conceitos básicos, é importante para estimular a ter mais independência para realizar as suas próprias tarefas. Além disso, ela pode aprimorar os cinco sentidos e estabelecer competências gastronômicas que serão essenciais na fase adulta.

Sendo assim, o curso de culinária japonesa do Kosu pode se tornar um momento de aprendizado e diversão para toda a família. Que tal? Todo mundo aprende a fazer deliciosas receitas do outro lado do mundo de maneira simples, confortável e nos horários que preferir. Vamos começar?

COMPARTILHAR